UM DIA DE PASSEIOS NO RIO DE JANEIRO GASTANDO NO MÁXIMO R$ 50

Da Redação em 06 de Novembro de 2019

Muita gente não se dá conta, mas o Rio é uma das cidades que mais tem opções de lazer gratuitas ou baratinhas do mundo! Difícil mesmo é ficar só num dia 🙂 Fizemos um roteiro econômico de passeios no Rio.

Imaginamos uma pessoa disposta a curtir um dia ensolarado e bem carioca, gastando no máximo R$ 50 num dia, sem contar o consumo de comida e bebidas. Então, vamos, lá!

MANHà

O dia pode começar com uma caminhada ecológica até o Forte Duque de Caxias. O Forte fica no topo do Morro do Leme, em meio a uma área de proteção ambiental belíssima. O caminho, apesar de íngreme é bem tranquilo e seguro. De brinde, o Forte, que é um sítio histórico, oferece uma vista espetacular de toda a orla de Copacabana, Niterói, Pão de Açúcar, Cristo e muito mais. Veja mais aqui. Curtiu, fotografou, descansou? Desça o morro e vá direto para a praia do Leme (logo abaixo) ou siga pela praia e mergulhe em Copacabana que é muito perto. Descanse um pouco porque à tarde sugerimos um passeio pelo Centro do Rio.

TARDE 

A melhor forma para chegar ao Centro do Rio é de metrô. Desembarque na estação Carioca ou Uruguaiana e siga em direção à Praça XV. Essa região está totalmente reformada e é um novíssimo point carioca. Por ali encontramos várias opções culturais gratuitas como a Igreja da Candelária, Casa França Brasil, Centro Cultural dos Correios, Centro Cultural do Banco do Brasil, Museu do Amanhã e Museu de Arte do Rio. É só escolher.

Se preferir ficar ao ar livre, siga a Orla Conde e conheça o maior painel grafitado do mundo, o impressionante “Tomos Somos Um”, do artista Eduardo Kobra. Na orla, além de vários outras intervenções artísticas e food trucks, sempre tem uma feirinha ou evento cultural acontecendo nos finais de semana. Só a vista da baía de Guanabara já compensa e a dica é assistir o pôr-do-sol no jardim do Museu do Amanhã. É de graça e lindo!

>>Uma opção de locomoção nessa área (que é bem extensa) é o moderníssimo VLT, mas fique ligado porque o bilhete deve ser comprado nas máquinas de autoatendimento nas estações.

NOITE 

Para curtir a noite temos algumas sugestões imperdíveis. Na própria região portuária, atrás da Praça Mauá, fica a Pedra do Sal lugar onde literalmente nasceu o samba. Conhecida por “Pequena África” é um patrimônio histórico carioca, um cantinho tradicional da cultura afro-brasileira. Lá tem sempre uma roda de samba acontecendo, principalmente às segundas e sextas, mas convém dar uma olhada antes na nossa agenda cultural e conferir a programação.

Para quem quer mais agitação, o caminho da boemia é a Lapa com sua infinidade de bares. Lá é possível encontrar casas de todos os tipos e preços, rodas de samba, forró, rock, festas, botequins pés-sujos ou pode-se simplesmente curtir o movimento das ruas. Recomendamos apenas que fiquem atentos e não se aventurem em ruas com pouco movimento para preservar sua segurança.

>>Da região portuária para lá dá para ir de metrô ou VLT e desembarcar na Cinelândia e seguir a pé. Porém, se for tarde da noite, ou se preferir ter mais segurança, use os serviços da Uber ou chame um táxi.

Dicas para quem quer economizar ainda mais: compre petiscos e bebidas no supermercado e leve numa bolsa térmica. No Rio, muita gente faz isso na praia e nos programas de rua.

Ufa, bom passeio!

Manhã

Transporte (ida e volta) ao Leme de ônibus: R$ 4,05 x 2 = R$ 8,10*
Entrada Trilha Morro do Leme: R$ 4 (inteira)*
Praia: Grátis

Tarde 

Transporte ao Centro de metrô: R$ 4,60*
VLT: R$ 3,80*
Passeio Orla Conde: Grátis

Noite 

Pedra do Sal (ao lado do Largo São Francisco da Prainha): Grátis
Passeio Lapa: Grátis
Transporte VLT à Lapa (estação Cinelândia): R$ 3,80*
Total: R$ 24,30. Os R$ 25,70 que sobraram podem ajudar a pagar o táxi de volta para casa depois de um dia de muita agitação ou para tomar uma geladinha já que ninguém é de ferro!.

Deixe um comentário

Por favor digite o seu comentário
Por favor digite seu nome