Todos sábados falaremos sobre a Jovem Guarda, movimento musical que introduziu o rock no Brasil. Surgido na década de 1960.Contaremos várias histórias e mostraremos vídeos musicais.

11

 

http://professortadeupatricio.blogspot.com/

OS INCRÍVEIS

Foi um conjunto brasileiro de rock e pop dos 60 e 70, formada em São Paulo pelos músicos: Domingos Orlando, o “Mingo”; Waldemar Mozena, o“Risonho”; Antônio Rosas Seixas, o “Manito”; Luiz Franco Thomaz, o“Netinho” e Demerval Teixeira Rodrigues, o “Neno” que posteriormente em 1965 foi substituído por Lívio Benvenuti Júnior, “Nenê”.

Inicialmente, a banda chamava-se The Clevers e, em seus shows, tocavam principalmente twist (ritmo que teve origem no rock and roll e jazz. A dança se expandiu dos EUA foi para outros países, inclusive o Brasil. Este gênero musical foi grande moda no início da década de 60.

Em 1965, o grupo alterou o nome após romper com o empresário Antonio Aguilar,que era o dono da marca The Clevers com a mudança do nome do grupo passou a se chamar “Os Incríveis”. Mas o sucesso nacional só veio durante o período da Jovem Guarda em 1968 logo que gravariam as canções, “Era um Garoto Que Como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones; O Milionário; “O Vagamundo”, Israel e Eu Te Amo, Meu Brasil, sendo esta última uma canção de exaltação ufanista da pátria brasileira, muito utilizada durante o governo militar do general Médici.

Em 1973, o Netinho dos Incríveis, formaria outra Banda “Casa das Máquinas” que passaria a fazer shows de rock por todo Brasil, chegando a gravar quatro discos (LP) 1974 – Casa das Máquinas – 1975 – Lar de Maravilhas – 1976 – Casa do Rock – 1978 – Ao Vivo em Santos.
Outro integrante do grupo Os Incríveis que deixaria a banda era, o Manito (Tecladista e Saxofonista), que passaria a formar o grupo de rock progressivo, “Som Nosso de Cada Dia”. Mas ambos não foram muito longe com seus projetos. Em dezembro de 2003 a banda retomou para fazer uma única apresentação na cidade de Matão, interior de São Paulo, e a resposta do público foi melhor que a banda esperava. Então Os Incríveis voltariam a se reunir em 2005 e 2007 fazendo shows em algumas ocasiões especiais.

O retorno concretizou-se somente no final de 2007, para preparar um novo álbum lançado em 2008 para comemorar 30 anos de carreira. Além de canções inéditas dando sequência à carreira, fizeram também algumas regravações com novos arranjos.

MÚSICOS VIVOS E FALECIDOS:

Domingos Orlando, apelidado de Mingo (VozGuitarra). Faleceu em 15 de junho de 1995, aos 52 anos.

Waldemar Mozema, apelidado de Risonho (Guitarra).

 Antônio Rosas Seixas, apelidado de Manito (TecladosVocalSax) Faleceu em 9 de setembro de 2011, aos 68 anos.

Luiz Franco Thomaz, apelidado de Netinho (Bateria).

Demerval Teixeira Rodrigues, a pelidado de Neno (Baixo). Substituído por  Lívio Benvenuti Júnior, apelidado de Nenê (Baixo). Faleceu em 30 de janeiro de 2013, aos 65 anos.

Os Incríveis- Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles E Os Rolling Stones ( Anos 60 )

Os Incríveis- Perdi Você (Anos 60)

OS INCRÍVEIS – 1968

Os incríveis Marcas do que se foi

https://www.youtube.com/watch?v=vGTwhDRiDXE

 

Deixe um comentário

Por favor digite o seu comentário
Por favor digite seu nome